terça-feira, 23 de junho de 2009

Samba chic

Faaaaaaaaaaaala pessoal!

O samba continua dando as cartas aqui pelo MPBruno! As coletâneas dedicadas às meninas, novas cantoras de samba, estão bombando! São as mais baixadas do blog! Mas todas tem feito bastante sucesso. Depois dos sambas embalados nas ondas do mar, dos sambas entoados pelos marmanjos, dos sambas defendidos pelas divas, chegou a hora da nata da MPB bater cabeça ao nosso ritmo mais brasileiro.

A coletânea de hoje traz 24 grandes nomes da nossa música popular, todos na roda ou no terreiro, cantando sambas de vários estilos. É que, como sempre, o que baseia este disco é a variedade, sem deixar de lado uma linha estética que dê unidade ao todo. Em outras palavras: tem Gal e tem Cauby, tem Elba e tem Macalé, tem samba enredo e samba canção.

Para baixar, clique aqui.

1. CASO ENCERRADO - Simone - Gravação perfeita, extraída do disco Seda pura, que não chegou a fazre sucesso, mas que tem belíssimas passagens. Este samba é uma delas, com arranjo impecável e com a cantora em ótima forma. Ah! O samba é do Paulinho da Viola, tá?

2. SONHO MEU - Moska - Se houvesse uma lista com os sambas mais famosos do Brasil, este certamente estaria incluído. A gravação aqui apresentada foi feita especialmente para a trilha do filme O sabor da paixão, com Penélope Cruz ainda em começo de carreira, interpretando uma brasileira. A música é, claro, bem melhor que o filme.

3. AS FORÇAS DA NATUREZA - Elba Ramalho - Não se pode lamentar que Elba não grave tantos sambas porque isso só acontece graças à coerência artística da cantora, que sempre privilegiou os ritmos mais nordestinos. Mas que essa gravação faz a gente querer mais, isso faz.

4. SALA DE RECEPÇÃO - Paulinho Boca de Cantor - Outra boa surpresa! Um dos integrantes do lendário grupo Novos Baianos atacando aqui de sambista mangueirense. E se sai muito bem. O arranjo é, por sua vez, irretocável e a composição, nem se fala.

5. GOZOS DA ALMA - Leila Pinheiro - É hora da elegância! O arranjo bem comportado se alinha perfeitamente ao jeito técnico de Leila cantar. E o mais interessante é que a gravação passa longe da frieza ou da arrogância. Só o samba mesmo...

6. TEU RETRATO - Ney Matogrosso - Um samba mais dolente, para Ney mostrar do que é capaz, na hora de derramar sentimento pela voz. Adoro quando algum grande intérprete grava essas pérolas esquecidas, dando nova roupagem, lustrando a jóia e lhe devolvendo o valor.

7. E O MUNDO NÃO SE ACABOU - Adriana Calcanhotto - Esta gravação é um tanto rara, principalmente se compararmos à sua versão ao vivo. Eu prefiro a coisa assim mais requintada, feita em estúdio, com mais possibilidades de instrumentação.

8. FORMOSA - Gilberto Gil - O disco mais recente de Gil, Banda larga cordel, também não empolgou o público. Tanto que, embora o disco tivesse várias músicas inéditas, acaba se destacando a regravação deste lindo samba.

9. JUREI - Gal Costa - Alguns anos atrás, Gal tentou se modernizar. Mudou de gravadora, procurou compositores novos, se cercou de arranjadores descolados e... não deu em nada. Seu disco mais "modernoso" dessa fase chama-se Hoje e, de bom mesmo, tinha apenas este samba. Ainda bem que as invencionices do arranjo não chegam a comprometer a obra.

10. SEM COMPANHIA - Fafá de Belém - Outra grande voz que, quando cai no samba, não deixa nada devendo para ninguém. É um samba dolente, imortalizado por Clara Nunes, que ganhou mais profundidade e dramaticidade na voz de Fafá. Sensacional!

11. CABRITADA MALSUCEDIDA - Luiz Melodia - O clima agora é de gafieira, com percussão pesada e instrumentos de sopro dando o tom da coisa. Trata-se de um samba antiquíssimo, defendido aqui com competência por Luiz Melodia. A letra é hilária!

12. ONDE ANDARÁS - Marisa Monte - Quem dá apoio harmônico para Marisa nessa faixa é o grupo Época de Ouro. Luxo puro, já que se trata do mais famoso e mais importante grupo de choro do Brasil. Marisa não faz feio e canta lindamente este choro de Caetano Veloso.

13. SE VOCÊ QUISER - Jards Macalé - Macalé nunca negou sua adoração pelo samba e uma rápida observação da sua discografia comprova isso. Essa faixa é do seu disco mais recente, Macao, e o destaque fica por conta do belíssimo arranjo: tradicional sem ser careta.

14. SAMBA DA BÊNÇÃO - Maria Bethânia - Não bastam mais do que dez segundos para que se perceba, ao ouvir essa faixa, que se trata de uma gravação perfeita, histórica, que vai ficar para sempre. É Baden e Vinicius em seu auge criativo! É Bethânia em seu estado mais elevado!

15. VIVA MEU SAMBA - Zé Renato - Zé sempre gosta de exibir suas qualidades vocais, cantando a capela e em tons altos. Por isso, demora um pouco até que a percussão e os instrumentos entrem na faixa. Mas, quando entram, fica evidente que se trata de um samba de respeito.

16. SEVERO DO PÃO / O SAMBA DA MINHA TERRA - Nana, Dori e Danilo Caymmi - Quando Caymmi fez 90 anos, seus três filhos o presentearam com um disco, contendo só sambas sacudidos do pai. Um presente afetivo, de valor inestimável. Reparem na desenvoltura com que os três passeiam pelas canções. É delicioso!

17. RETALHOS DE CETIM - Cauby Peixoto - Ousadia sempre foi uma das marcas de Cauby. Esta faixa é uma delas, porque mistura um arranjo quase orquestral, com uma composição de Benito di Paula, tudo para que Cauby se sinta à vontade para cantar samba à sua maneira.

18. QUISERA EU - Zélia Duncan - Lulu Santos é o compositor desse samba, acreditem! Ele deu a obra de presente a Zélia, que soube defendê-la muito bem. A melodia é contagiante e a letra, se foge dos padrões típicos do samba, não deixa de ser romântica e alegre.

19. NA BAIXA DO SAPATEIRO - Caetano Veloso - Outro arranjo magistral, com trombones e outros pistons criando o clima. Ary Barroso merece! Caetano mostra seu lado intérprete, entoando divinamente versos imortais. É samba fino, elegante e sofisticado.

20. CHICLETE COM BANANA - Wanderléa - A Ternurinha não chega a ser uma novata no samba, mas está longe de ser uma pastora típica. Entretanto aqui ela se sai muito bem, defendendo essa obra-prima de Jackson do Pandeiro. É ouvir para crer!

21. CORAÇÃO LEVIANO - Djavan - Ah, se Djavan compusesse sambas tão bonitos quanto esse que ele canta aqui! É samba clássico de Paulinho da Viola, desses que todo mundo já nasce sabendo, e o timbre privilegiado do intérprete só colabora com a beleza.

22. NÃO QUERO MAIS - Olivia Byington - O tom levemente operístico de Olivia não chega a deturpar esse lindo samba de Mangueira. Talvez o mérito seja do arranjador, Maurício Carrilho, extremamente cuidadoso e preocupado em enriquecê-lo.

23. LENDAS E MISTÉRIOS DA AMAZÔNIA - Chico Buarque - E não é que Chico se sai bem ao cantar um samba enredo da Portela? E olha que nem se trata de uma obra assim tão empolgante e festiva. É, na verdade, um samba enredo entristecido, em tom menor. Mas ficou lindo!

24. ALEGRIA - Vanessa da Mata - A composição astuta de Assis Valente e o arranjo excepcional dessa faixa servem como fecho de ouro para o disco. Reparem nos solos de guitarra e violoncelo que pontuam a gravação. E Vanessa está perfeita: solta, afinada, cheia de personalidade e... alegria.

Vou faze batucada de noite e de dia!

Link para baixar o disco: http://www.4shared.com/file/113772184/f586ae55/Samba_chic_-_mpbrunoblogblogspotcom.html.

3 comentários:

contatosimediatos disse...

Parabéns pelas seleções, Bruno!

Como sugestão, gostaria muito de ver por aqui uma seleção de Dolores Duran! Com o seu bom gosto, tenho certeza que ficaria ótima!

FALOW!
Jr.

Christiane Sento Sé disse...

Olá Bruno!

Sensacional seu Blog, divulgarei para os meus amigos com certeza!

Gostaria de aproveitar e pedir uma seleção infantil de MPB!

Beijos

Christiane Sento Sé Santana

Anônimo disse...

Samba chic! Chic é ganhar de presente essas seleções.
Então tá, continue assim!
Mauro Dias