sábado, 27 de junho de 2009

Samba de dois

Ah, que correria, minha gente!
Fim de semestre para professor é nono mês para gestante... a criança tem que nascer! E são notas para fechar, faltas para contar, aluno para encontrar, trabalho (atrasado) para receber, banca para participar etc. etc. etc.. Daí que fica difícil achar um tempo para fazer o blog e, como vocês devem perceber, faço isso aqui com muito capricho, selecionando faixa, regulando o volume delas, fazendo capinha e escrevendo os textos.
Hoje dou continuidade ao período dedicado ao samba com uma coletânea de duetos! Todas as faixas são interpretadas por dois artistas. Procurei juntar sempre um sambista tradicional a um outro cantor mais distante. Mas tem também a junção de dois bambas, a mistura de estilos, a combinação vocal etc. Deu muito trabalho selecionar estas faixas, porque não quis que nenhum artista ficasse repetido e... consegui! Vejam se gostam! Para baixar, clique aqui.
1. TIRO AO ÁLVARO - Adoniran Barbosa e Elis Regina - Um clássico do samba em uma gravação clássica. Elis se afinava (pessoalmente) com pouca gente - em termos musicais, ela se afinava com qualquer coisa -, mas o entrosamento com Adoniran foi perfeito.
2. PODE GUARDAR AS PANELAS - Paulinho da Viola e Camila Pitanga - Quem diria que Camila, além de tudo aquilo que ela é, ainda conseguiria cantar bem? Pois esta faixa mostra isso, num dueto inusitado entre o compositor do samba e a atriz convidada. Gravação extraída do disco duplo Brasil são outros 500, só com duetos assim inusitados.
3. A SEREIA GUIOMAR - Dona Ivone Lara e Maria Bethânia - Que a admiração entre as duas divas é mútua todos sabem. Mas arrisco dizer que a amizade começou na gravação desta faixa, quando Bethânia participou afetivamente do disco de Dona Ivone. Quem conhece a versão mais recente deste samba, gravado ao vivo pela sua compositora com Zélia Duncan, percebe a superioridade desta gravação mais antiga.
4. O QUE É O AMOR - Arlindo Cruz e Maria Rita - Quando a filha da Elis decidiu que faria um disco só de samba, contou com o precioso aval de Arlindo Cruz, que lhe ofereceu, além de vários sambas seus, introdução ao reduto do samba. Aqui a garota agradece a ajuda, em forma de participação especial.
5. LOUCURAS DE UMA PAIXÃO - Jorge Aragão e Ivete Sangalo - Embora eu nunca tenha encontrado a versão "limpa" desta faixa, duvido que ela tenha sido gravada ao vivo, como fez parecer a gravadora Universal, ao lançar o volume 4 da série Casa de Samba. Porque no DVD do show referente, não aparece a participação de Jorge e Ivete. De qualquer forma, é um samba lindo, em uma interpretação deliciosa.
6. SONHO DE VALSA - Mauro Diniz e Luiz Carlos da Vila - É a hora de dois grandes nomes do samba se unirem, num dueto que não tinha como dar errado. Mauro é úm grande músico, Luiz Carlos é um ótimo cantor, e ambos são excelentes compositores. Samba de primeira!
7. GRANDE HOTEL - Wilson das Neves e Chico Buarque - O velho sambista e o cronista por excelência se unem aqui num dueto especial. É um samba elegante, de arranjo econômico e discreto, mas a letra é deliciosamente divertida.
8. DITADO CERTO - Tia Surica e Monarco - Uma das pastoras mais famosas da Velha Guarda da Portela se junta à voz principal do grupo e formam o casal musical perfeito. A voz aguda dela faz oposição ao timbre forte dele, sendo que os dois são mestres do balanço e da emoção na voz.
9. VAI COM DEUS - Mariana Baltar e Teresa Cristina - As duas maiores estrelas da nova geração da Lapa se encontram aqui num dueto sensacional. E deve ser engraçado ver as duas moças cantando juntas, já que cada uma tem um estilo visual bem diferente, mas se alinhando perfeitamente na hora da música.
10. ERVA DANINHA - Guilherme de Brito e Cássia Eller - O pessoal do samba foi o primeiro a notar que Cássia era uma grande intérprete, mesmo (e talvez principalmente) quando se distanciava do rock. No samba, por exemplo, era digna de reverência. Aqui seu canto aparece forte, rascante e agressivo, fazendo contraste com a voz suave, envelhecida e doce de Guilherme.
11. DESDE QUE O SAMBA É SAMBA - Beth Carvalho e Caetano Veloso - Este samba foi composto para o disco Tropicália 2, de Caetano e Gil, lançado em comemoração ao aniversário de 25 anos do célebre disco Tropicália. Esta gravação, no entando, é do disco que Beth gravou (ao vivo) só com sambas e convidados baianos.
12. PANO VERDE - Zeca Pagodinho e Elza Soares - A letra deste samba é tipicamente herminiana, ou seja: é daquelas que só poderiam ter sido feitas por Hermínio Bello de Carvalho, que ainda participa aqui cantando. Zeca Segura o samba e Elza faz seus malabarismos vocais de sempre. Ficou demais!
13. CRENÇA DE ILUSÃO - Nelson Rufino e Joanna - Joanna só não é vista por um público maior como grande cantora principalmente por conta das suas escolhas de repertório. Por esta faixa, que ela divide com Nelson Rufino, nota-se que se trata, sim, de uma cantora e tanto!
14. EDITAL - Dorina e Almir Guineto - Dorina é bamba de verdade, dessas que já nasceram no samba e nele se criaram. E foi uma das primeiras jovens vozes a dar espaço às obras de Almir Guineto, a ponto de ter dedicado à obra desse compositor um disco inteiro. Eis aqui uma das faixas desse disco, com a participação especialíssima do compositor.
15.VOU EMBORA PRA BEM LONGE - Argemiro Patrocínio e Moreno Veloso - Não se enganem! Não é Caetano quem está cantando, mas sim seu filho, Moreno. A delicadeza dos versos e o refinamento das melodias dos sambas de Seu Argemiro são impressionantes. Reparem bem!
16. NA LINHA DO MAR - Clara Nunes e Nana Caymmi - Esse dueto é póstumo, já que a voz de Nana foi "adicionada" à faixa por meio da tecnologia, anos depois de Clara já ter saído de cena. A faixa é do disco Cara Com Vida, em que vários artistas cantam "junto" com a guerreira.
17. GOSTOSO VENENO - Alcione e Djavan - Nei Lopes se esmerou ao compor esse samba e atingiu um daqueles momentos mágicos da vida de um artista. É uma obra-prima! O arranjo carregado de metais, a voz perfeita de Alcione e a participação eficiente de Djavan deixaram a faixa excepcional!
18. ACONTECE QUE EU SOU BAIANO - Claudia Leitte e Dudu Nobre - A obra de Dorival Caymmi é atemporal e parece que não se esgota nunca. Um dos seus sambas sacudidos mais famosos aparece aqui recebendo a interpretação jovem e alegre de dois nomes da nova geração - um do samba, outra do axé. Ficou bonito!
19. EX-AMOR - Simone e Martinho da Vila - Muitos devem conhecer essa faixa do disco Casa de Samba, gravado ao vivo na década de 90. Só que, na verdade, essa tal gravação foi feita em estúdio e, depois, misturada aos aplausos e aos improvisos típicos de discos ao vivo. Aqui temos a versão pura, original, de estúdio mesmo.
20. GOTAS DE VENENO - Nei Lopes e Emílio Santiago - Mais um samba liricamente lindo e musicalmente inteligente, cantado pelo seu compositor com a adesão sempre precisa e elegante de Emílio Santiago. É uma bênção que Nei esteja na ativa, compondo sempre!
21. BELEZA EM DIAMANTES - Moacyr Luz e Mart'nália - A convidada da faixa é a filha de Martinho, e é ela quem tem a primazia de abrir a faixa porque o compositor e o dono do disco original (Moacyr) sabe que ela canta muito melhor do que ele (e do que quase todo mundo). O arranjo é especialmente bem cuidado e faz sentido que seja assim, já que se trata de belo samba, com lindas interpretações.
22. LAÇOS E PEDAÇOS - Jovelina Pérola Negra e Zélia Duncan - Mais um dueto póstumo, com as vozes unidas virtualmente, tendo sido gravadas com anos de diferença. Mas é um samba delicioso, alegre, de melodia contagiante, que fecha a coletânea de um jeito bem festivo!

8 comentários:

Anônimo disse...

Sem palavras!!! "Samba de dois" é uma joia. Vida longa ao mpbruno!
Mauro Dias

Marco Túlio disse...

Excelente coletânia estas que vc seleciona e nos presenteia ao disponibilizá-las!
Parabéns pelo espaço!!!
E se tens Faour na lista de favoritos é sinal de que sabes o que diz.
Abraços...

- J P - disse...

já está em meus favoritos.
onde vc vive rapaz?

Anônimo disse...

Privilégio mesmo é poder esperar pela materialização desses tesouros. Contar com isso é para poucos. Parabéns sempre! Bjs, queridíssimo.

Anônimo disse...

oi, sou grande fã do seu blog, já baixei alguns cds.

você parece entender bastante de samba. será que poderia me ajudar? esses dias estava numa livraria e estava tocando um cd de uma cantora.. voz parecida com a da elza soares, mas um pouco mais suave. você faz idéia de quem seja? não sai da minha cabeça.. e ao mesmo tempo não consigo lembrar de nenhuma frase para procurar no google. errrr.

desde já agradeço.

Bruno disse...

Oi anônimo!
Assim, do jeito que você falou, fica difícil de eu saber quem seja. Parecia uma cantora jovem ou velha? O arranjo era moderno ou tradicional? Vamos ver se consguimos descobrir quem era a tal cantora, né? Já passei por essas situações e sempre tento lembrar um verso da música, para ter um começo de pesquisa. Abração e o obrigado pelas visitas ao blog!

Bruno disse...

Oi JP!
Sou de São Paulo!
Visite sempre o blog, fique à vontade para baixar o que quiser. Abraço!

Anônimo disse...

então... na hora eu fiquei tentando decorar trechos da letra pra procurar depois... mas mais tarde não consegui lembrar.. hehehe.

a cantora me parecia mais jovem. o arranjo era samba... mas lembrou um pouco bossa nova também... fica difícil, né?

como estava tocando na livraria, achei que fosse algum lançamento...

era uma mistura de elza soares e céu. heheheh